15-07

Investigadores apanharam pela primeira vez uma estrela com 20 vezes mais massa que o Sol no interior do disco onde ela está a formar-se.


São estrelas gigantes, de grande escala, e até agora não se sabia se o processo do seu nascimento era idêntico ao das estrelas mais pequenas, ou com menor massa, como é o caso do Sol. Mas um estudo publicado hoje na revista Nature lança uma nova luz sobre esse mistério. Um grupo de investigadores apanhou uma dessas estrelas em fase de embrião e descobriu que o processo de nascimento destas estrelas gigantes, afinal, é idêntico ao das outras, de menor massa. (Diário de Notícias)



publicado por Correio da Educação às 08:57
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

CONTACTOS

ce@asa.leya.com
pesquisa
 
Correio Disciplinar
Ciências Sociais e Humanas
Línguas e Literaturas
Ciências Exatas e Experimentais
Expressões
Escola em destaque
Escola Secundária Alcaides de Faria
Agenda


arquivo
Ligações
Parceiros
subscrever feeds