03-05

 

O Ministério da Educação considera que não existem razões para que a greve da função pública, marcada para sexta-feira, afete a realização da prova de aferição de Português. Esta greve não abrange os professores, mas sim o pessoal não docente e o Ministério afirma que "a falta de pessoal administrativo não é motivo para encerrar escolas" e que estas "têm autonomia para gerir a situação da melhor forma, assegurando que as provas se realizam com normalidade". (Público)

 


tags:

publicado por Correio da Educação às 16:38
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

CONTACTOS

ce@asa.leya.com
pesquisa
 
Correio Disciplinar
Ciências Sociais e Humanas
Línguas e Literaturas
Ciências Exatas e Experimentais
Expressões
Escola em destaque
Escola Secundária Alcaides de Faria
Agenda


arquivo
Ligações
Parceiros
subscrever feeds