14-06

Centenas de pequenas variações genéticas estarão associadas às perturbações do espetro do autismo, incluindo uma área de ADN que pode ser a chave para entender por que razão os seres humanos são animais sociais, afirmam investigadores da Universidade de Yale.

O estudo destes cientistas, publicado na revista Neuron, reforça a teoria de que o autismo, um distúrbio que se desenvolve na primeira infância, envolvendo deficiências na interação social, problemas de linguagem e comportamentos distintos, não é causado por um ou dois grandes defeitos genéticos, mas por muitas pequenas variações, cada uma associada a uma pequena percentagem dos casos. (Ciência Hoje)


tags:

publicado por Correio da Educação às 16:26
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

2 comentários:
De enlever les cernes a 14 de Abril de 2016 às 11:56
you’re in the right place. Get ready for 100% Satisfaction.


De football shirts sale a 9 de Outubro de 2016 às 08:09
Centenas de pequenas variações genéticas estarão associadas às perturbações do espetro do autismo, incluindo uma área de ADN que pode ser a chave para entender por que razão os seres humanos são animais sociais, afirmam investigadores da Universidade de Yale.


Comentar post

CONTACTOS

ce@asa.leya.com
pesquisa
 
Correio Disciplinar
Ciências Sociais e Humanas
Línguas e Literaturas
Ciências Exatas e Experimentais
Expressões
Escola em destaque
Escola Secundária Alcaides de Faria
Agenda


arquivo
Ligações
Parceiros
subscrever feeds