24-10

Um estudo realizado por Gabriella Conti, Andrea Galeotti, Gerritt Mueller e Stephen Pudney revela que os estudantes mais populares no ensino secundário chegam ao mercado de trabalho e ganham mais do que os que foram mais aplicados na escola.
Segundo este estudo, passados 35 anos, os estudantes populares ganhavam mais 2% do que os menos populares. Estes 2% correspondem a quase metade (40%) do que uma pessoa com mais um ano de escolaridade ganharia a mais, ou seja, é como se a popularidade substituisse um ano de estudos. Passados quase 40 anos, os investigadores observaram que se um antigo aluno popular se movesse dos 20 para os 80% de popularidade, o seu salário aumentava 10%.
Os investigadores interpretam a «medida de popularidade como uma medida das competências sociais de um indivíduo». As interações na escola secundária «treinam as personalidades do indivíduo para serem socialmente adequadas a uma performance bem-sucedida dos seus papéis em adultos». (Público)


tags:

publicado por Correio da Educação às 10:00
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

CONTACTOS

ce@asa.leya.com
pesquisa
 
Correio Disciplinar
Ciências Sociais e Humanas
Línguas e Literaturas
Ciências Exatas e Experimentais
Expressões
Escola em destaque
Escola Secundária Alcaides de Faria
Agenda


arquivo
Ligações
Parceiros
subscrever feeds