30-01

O Correio da Educação nasceu em maio de 1999, ainda em papel, distribuído por todas as escolas do Ensino Básico e Secundário do país.
O mundo em que o CE apareceu era muito diferente do mundo de hoje: a internet quase só existia em empresas e instituições, ainda não havia o euro, os mass media predominantes eram os jornais impressos e a televisão, a A1 era a única autoestrada completa no país. Também a educação era muito diferente: o ministro da Educação era Marçal Grilo, a escolaridade obrigatória ia até ao 9.º ano, não existia a figura dos diretores de escola, nem dos professores titulares, nem a questão da avaliação docente se colocava.


Nestes quase 14 anos muita coisa mudou. A internet disseminou-se, surgiram os blogues, as redes sociais; os media transferiram-se para a net. No plano da educação, passaram oito responsáveis da pasta; surgiram os manuais digitais; muitos professores viram as suas responsabilidades e encargos na escola aumentar, ao passo que outros viram-se arredados da escola.


Com a mudança dos tempos, também o CE se foi adaptando: passou a ter uma versão PDF em conjunto com a edição em papel, mais tarde surgiu ainda uma newsletter eletrónica, posteriormente complementada com um blogue.


Hoje, sob a forma de blogue e de newsletter, chega a milhares de professores, que complementam a informação do CE com a informação de jornais, blogues e fóruns online.


No entanto, o processo de reflexão de que o Correio da Educação é alvo constante levou-nos a admitir que o seu formato está desatualizado. Hoje os professores têm dezenas de fontes de informação e meios para exprimirem as suas preocupações, e pelo contrário, sentem cada vez mais dificuldade em obter material que seja adequado às suas necessidades específicas, que os ajude nas circunstâncias cada vez mais complexas da sua profissão. Por isso, foi necessário optar por uma mudança de rumo.


Queremos criar meios para fazer chegar aos professores a informação de que cada um  precisa, no momento em que dela precisa. Queremos que essa informação os ajude no seu dia a dia. É nisso que queremos apostar.


O Correio da Educação é uma das publicações pedagógicas mais duradouras a nível nacional e teve um papel importante de comunicação e difusão de ideias entre os professores. Sentimos, porém, que está na hora de propor novas formas de comunicar.


Agradecemos a confiança e a atenção que o Correio da Educação despertou em cada um ao longo destes anos e fazemos votos de um até breve.



publicado por Correio da Educação às 17:00
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

37 comentários:
De buy gadgets a 17 de Julho de 2013 às 15:34
A change in prcesssors won't really impact the experience, and you can already get about a full day's a Queremos que essa informação os


De write my essay a 28 de Outubro de 2014 às 20:13
Experts with a degree in Educational Technology are indispensable to how and what understudies learns. Degrees in Educational Technology, otherwise called Learning Technology, are typically offered at the expert's and doctorate levels. Frequently, understudies in these projects originate from IT foundations, yet the greater part have involvement in classroom guideline and use it to guide how instructive applications are created.


Comentar post

CONTACTOS

ce@asa.leya.com
pesquisa
 
Correio Disciplinar
Ciências Sociais e Humanas
Línguas e Literaturas
Ciências Exatas e Experimentais
Expressões
Escola em destaque
Escola Secundária Alcaides de Faria
Agenda


arquivo
Ligações
Parceiros
subscrever feeds