21-01

Mesmo abordando uma realidade diferente, vale a pena conhecer os polémicos artigos sobre educação do economista brasileiro Gustavo Loschpe, como é o caso deste texto sobre as funções da liderança escolar. (blog Assim Somos)



publicado por Correio da Educação às 12:08
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

20-01

 

 

Num levantamente realizado no departamento de Zoologia da Universidade de Coimbra foram descobertos 68 exemplares de uma coleção de peixes do Brasil, recolhidos no século XVIII pelo naturalista português Alexandre Rodrigues Ferreira naquela que foi, então, uma das maiores expedições científicas realizadas pelo país. As peças foram conservadas através de uma técnica rara, sendo os peixes secados e montados em folhas de papel. (Público)

 



publicado por Correio da Educação às 16:26
link do post | comentar | ver comentários (3) | adicionar aos favoritos

19-01

 

Cientistas portugueses, do Instituto de Biologia Molecular e Celular, no Porto, deram o nome "Viriato" a um gene que demonstraram estar envolvido no controlo da proliferação das células. Segundo o estudo publicado na revista Development, este gene poderá ter um papel no desenvolvimento de tumores, uma vez que nessa situação as células proliferam de forma descontrolada. (Público)

 



publicado por Correio da Educação às 15:49
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos

17-01

 

O Ministério da Educação tem um novo projeto de despacho que já não estipula que as atividades de Desporto Escolar e dos Centros Novas Oportunidades deixam de estar integradas na componente letiva dos docentes, mas não especifica quais as condições em que se desenrolarão a partir do próximo ano lectivo.
No entanto, o novo projecto mantém o princípio de que os professores que coordenam projetos e asseguram a assessoria às direcções deixarão de ter direito a redução da componente letiva. Por outro lado, o apoio aos alunos e a direção de turma deixam de estar integrados nesta componente. (Público)

 


tags:

publicado por Correio da Educação às 19:05
link do post | comentar | ver comentários (3) | adicionar aos favoritos

 

 

Entre Janeiro e Dezembro de 2010, 3174 professores dos quadros do Ministério da Educação passaram à reforma. Um número que equivale a cerca de 61 aposentações por semana, mas que ainda assim é inferior às aposentações em massa de anos anteriores. Desde 2006 que se aposentaram mais de 23 mil professores. Estes dados são baseados nos registos online da Caixa Geral de Aposentações, por José Marques, professor de Matemática e autor do blogue Pé-ante-pé. (DN)

 


tags:

publicado por Correio da Educação às 12:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | adicionar aos favoritos

14-01

 

 

* José António Fernandes

 


Para descrever um processo de instrução é necessário ter em consideração um conjunto de normas explícitas ou implícitas, com origem em agentes externos, na instituição escolar e nos próprios professores. Estas normas, reguladas por convenções, hábitos, costumes e tradições, afetam as várias dimensões do processo de estudo.
No caso dos professores, mais do que um elevado nível de conhecimentos matemáticos, eles precisam de ter uma profunda compreensão da Matemática que ensinam, que inclui um conhecimento suficiente das interconexões e relações entre os diferentes conceitos matemáticos e suas aplicações, para além de outros conhecimentos não estritamente matemáticos que são necessários à organização e implementação do ensino. (Leitura integral)

 

* José António da Silva Fernandes é Professor Associado na Universidade do Minho. Atua na área de Ciências da Educação, sendo autor ou co-autor de numerosos trabalhos científicos e tendo estado ligado à lecionação das disciplinas seguintes: Metodologia do Ensino da Matemática; Metodologia de Investigação em Educação; Investigação em Supervisão Pedagógica em Ensino de Matemática; Observação de Práticas de Ensino e de Formação em Matemática.



publicado por Correio da Educação às 16:55
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 

* Luciana Cabral Pereira

 

 



“Repensar o Ensino da Literatura: Novos caminhos” foi um dos muitos e interessantes módulos apresentados e trabalhados na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) em Julho do presente ano de 2010, justamente no âmbito da ação de formação contínua de professores do segundo e terceiros ciclos de escolaridade. Ora, pensado para um público-alvo determinado e particular, coincidente, portanto, com professores de Português, o presente módulo assentou essencialmente num conjunto de atuais preocupações teóricas e práticas no que ao ensino do texto literário dizem respeito. Entretanto, falar e discutir literatura e o seu respectivo ensino implica, por sua vez e de modo irremediável, abordar aquelas outras áreas de reflexão teórico-práticas e com as quais fazia, afinal, sentido colocar o ensino literário em diálogo. Refiro-me mais exatamente às incontornáveis áreas da Teoria da Literatura e da Didática da Literatura, precisamente as áreas científicas e disciplinares tomadas como indispensáveis para o tratamento do tema maior que serviu de título e tema ao nosso módulo de formação e para a desejável reflexão sobre o ensino literário. (Leitura integral)

 

* Luciana Cabral Pereira é assistente convidada na UTAD, doutoranda na Área da Didática da Literatura na mesma instituição e Investigadora do CITCEM, FLUP.



publicado por Correio da Educação às 14:46
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 

 

* Maria José Cunha

 


O nosso artigo visa analisar a relação existente entre a literatura infantil e as técnicas de animação educativa. Nesta relação dual, com vista ao desenvolvimento integral da criança, nele se incluindo o cultural, o linguístico, o pessoal e social da criança, as histórias dramatizadas são instrumentos de criatividade e estímulo permanente ao indivíduo. É que o ouvir contar histórias de forma animada é uma experiência gratificante para a criança, que, dessa forma, interioriza melhor as personagens, as histórias que ouve, as atitudes e valores que elas lhe transmitem. Esta relação ajudará a que no futuro ela adquira uma postura mais adequada perante o livro, ganhe uma maior propensão para a compreensão das histórias escritas e tenha uma atitude pró-activa face aos desafios que lhe serão colocados ao longo da vida. (Leitura integral)

 

* Maria José dos Santos Cunha é doutorada em Ciências da Educação e Professora Auxiliar da UTAD, destacando-se das suas publicações as obras seguintes: Expressão Dramática. Práticas educativas, Ousadias, 2009; Animação. Desenvolvimento Pessoal e Social. Formação e Práticas Teatrais, Ousadias, 2009; Animação Sociocultural na Terceira Idade. Recurso Educativo de Intervenção, Ousadias, 2009.



publicado por Correio da Educação às 10:07
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

13-01

 

Manuel da Silva Passos (Matosinhos, 05/01/1801 – Santarém, 16/01/1862), que ficará conhecido por Passos Manuel, nasce em Guifões (Bouças), filho de lavradores pouco abastados, que fizeram todos os esforços para lhe dar uma boa educação. Juntamente com o seu irmão José, parte para Coimbra, diplomando-se em Direito no ano de 1822. É nesta cidade que acompanha a Revolução de 1820 e os acontecimentos políticos da época.

 

Em 1823 funda com o seu irmão um jornal liberal, O Amigo do Povo, que teve uma vida efémera. Tendo tido uma intervenção muito significativa na vida política portuguesa, Passos Manuel desempenhou diversos cargos de responsabilidade. Nesta notícia biográfica limitar-nos-emos a registar uma pequena parte da atividade de Passos Manuel, quando, como ministro do Reino, entre 1836 e 1837, aprovou, segundo Rómulo de Carvalho, o "maior conjunto de providências destinadas a impulsionar o ensino em Portugal, em todos os seus graus" (1986, p. 560). Na verdade, neste curto período assiste-se a uma intensa atividade legislativa no setor da instrução pública, criando-se as bases legais para o lançamento de uma série de instituições que reconhecem Passos Manuel como o seu "fundador" ou "reformador".

 

 

 

Extraído de «PASSOS da Silva MANUEL», in António Nóvoa (dir.), Dicionário de Educadores Portugueses, Porto, Edições Asa, 2003: 1055-1056, com adaptações.



publicado por Correio da Educação às 14:58
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos

 

Segundo o JN, o Ministério da Educação enviou para as associações e sindicatos de professores um despacho onde se prevê a suspensão de todos os projetos desenvolvidos pelas escolas, desde o desporto escolar, aos clubes, planos de ação e tutorias.
Segundo a mesma notícia, o diploma também reduz o crédito de horas das escolas e a redução da componente letiva dos docentes pelo exercício dos cargos intermédios. (JN)

 


tags:

publicado por Correio da Educação às 12:34
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

CONTACTOS

ce@asa.leya.com
pesquisa
 
Correio Disciplinar
Ciências Sociais e Humanas
Línguas e Literaturas
Ciências Exatas e Experimentais
Expressões
Escola em destaque
Escola Secundária Alcaides de Faria
Agenda


arquivo
Ligações
Parceiros
subscrever feeds