02-12

Está arreigada em nós a ideia de que aprender é avançar em frente. O conceito de progressão que serve, não raro, de medida para o processo avaliativo, consiste neste avançar cada vez mais rápido no sentido do complexo. Avançar em frente implica ir mudando de assunto, passar da Idade Média para o Renascimento, de Garrett para Pessoa, de Descartes para Damásio. Esta mudança, este passar intermitente de assunto para assunto dão ao professor e, quiçá, ao aluno mais atento a ideia de que se está a avançar, a progredir, a aprender, a dominar assuntos.

Será assim nalguns momentos, será assim com alguns assuntos… mas será assim a educação?

O ser humano aprende assuntos novos mobilizando conhecimentos já adquiridos: há um ponto de referência, um enquadramento, um vaivém de conexões que se estabelecem. Esta é uma capacidade cognitiva que frequentemente os alunos não trazem desenvolvida. Convenhamos que o sistema de ensino típico ajuda, frequentemente, a que ela se mantenha inerte. Este estimula o imediato, um saber de momento que posteriormente se esquece. Ora, o domínio, o conhecimento de um assunto exigem que a ele se regresse muitas vezes. Os primeiros contactos são superficiais, indiferentes. Imaginemos, por exemplo, o estudo do adjectivo, um exemplo tão bom como outro qualquer. Há uma primeira abordagem para o reconhecimento, para compreender o funcionamento. Mais à frente, virá o momento em que se compreenderá a plasticidade do adjectivo, a sua variabilidade. Mas é preciso ir ainda mais além, passar da morfologia para a sintaxe, da sintaxe para a semântica e para a pragmática. Terá de chegar o tempo em que eu sei que a palavra é um adjectivo, mas o que me interessa é a teia de sentidos que ela tece na frase, no texto. As relações que mantém com outras palavras, o espaço que ocupa, a explosão de sentidos que ela pode desencadear. Foi um longo caminho em torno do adjectivo, um vaivém de abordagens para se conhecer mais de perto o fenómeno, para o integrar num âmbito mais geral, para perceber o seu funcionamento e importância na máquina dos sentidos.

Por tudo isto, a aprendizagem, e com ela toda a educação, não pode ser uma linha recta. Terá de ser, antes, uma espiral. Alunos e professores terão de construir os seus conhecimentos em função deste movimento espiralar que implica passar pelos mesmos pontos para ir mais longe e mais fundo. No momento de planificar, na sala de aula, o professor terá de ter presente a necessidade de voltar ao mesmo assunto, uma e outra e muitas vezes, de promover o contacto e a reflexão, de aprofundar conhecimentos e de os integrar em planos mais largos, de modo a que o sentido do todo se adquira, a familiaridade com o assunto se conquiste, o saber para esquecer deixe de fazer sentido. Por esta razão, voltamos muitas vezes à poesia, ao texto narrativo, às equações, ao funcionamento do organismo, a … Se parece acontecer assim em temas considerados maiores, o mesmo terá de se estender a todo o conceito de ensino.

Desta forma, teremos um ensino virado para uma aprendizagem efectiva, para o aluno, que é também ele uma espiral, mas isso já seria outra reflexão…

 Carla Marques - Mestre em Linguística e doutoranda na mesma área; autora de várias publicações de carácter didáctico e de carácter linguístico: docente na Escola Secundária/3 de Carregal do Sal.



publicado por Correio da Educação às 16:05
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

104 comentários:
De garage door service Boston a 10 de Novembro de 2018 às 17:34
I truly like you're composing style, incredible data, thankyou for posting.


De phen375 reviews a 11 de Janeiro de 2019 às 09:36
I feel very grateful that I read this. It is very helpful and very informative and I really learned a lot from it.


De wet n wild hawaii a 12 de Janeiro de 2019 às 12:02
wow, great, I was wondering how to cure acne naturally. and found your site by google, learned a lot, now i’m a bit clear. I’ve bookmark your site and also add rss. keep us updated.


De 3 days london a 16 de Janeiro de 2019 às 11:24
Personally I think overjoyed I discovered the blogs.


De seo building a 18 de Janeiro de 2019 às 12:56
Thanks for the best blog. it was very useful for me.keep sharing such ideas in the future as well.
seo building (https://www.marketing1on1.com/link-building-services/)


De Bursaries in Gauteng, South africa a 20 de Janeiro de 2019 às 08:13
A good blog always comes-up with new and exciting information and while reading I have feel that this blog is really have all those quality that qualify a blog to be a one.


De Jobs in Johannesburg a 22 de Janeiro de 2019 às 06:29
This is also a very good post which I really enjoyed reading. It is not every day that I have the possibility to see something like this..


De you cast a spell on me a 22 de Janeiro de 2019 às 07:18
I am always searching online for articles that can help me. There is obviously a lot to know about this. I think you made some good points in Features also. Keep working, great job !


De internet marketing company los angeles a 22 de Janeiro de 2019 às 14:03
Your work is very good and I appreciate you and hopping for some more informative posts


De Buy real citizens documents a 24 de Janeiro de 2019 às 14:13
I see the greatest contents on your blog and I extremely love reading them.


De bathroom floor tiles melbourne a 28 de Janeiro de 2019 às 08:17
This post is good enough to make somebody understand this amazing thing, and I’m sure everyone will appreciate this interesting things. bathroom floor tiles melbourne (https://dropspace.io/drjohnferguson/journal/2019/01/12/JH33GZ_bathroom_floor_tiles_melbourne.html)


De blogs that accept guest posts a 7 de Abril de 2019 às 06:36
it was a wonderful chance to visit this kind of site and I am happy to know. thank you so much for giving us a chance to have this opportunity..


Comentar post

CONTACTOS

ce@asa.leya.com
pesquisa
 
Correio Disciplinar
Ciências Sociais e Humanas
Línguas e Literaturas
Ciências Exatas e Experimentais
Expressões
Escola em destaque
Escola Secundária Alcaides de Faria
Agenda


arquivo
Ligações
Parceiros
subscrever feeds